TCE participa da campanha Novembro Azul contra o câncer de próstata

webdoor-novembroazul_0.png

08/11/17- SÃO PAULO- O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) aderiu ao ‘Novembro Azul’, movimento mundial que, ao longo de todo este mês, divulga informações sobre a prevenção contra o câncer de próstata. Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) revelam que o tumor maligno de próstata é o segundo mais comum entre homens no país (atrás apenas do câncer de pele de mais baixa mortalidade). Estima-se que, apenas entre 2016 e 2017, tenham surgido cerca de 61.000 novos casos da doença Brasil.

Como parte do projeto, vídeos e mensagens relacionados à campanha serão veiculados nos painéis da TVTCE localizados nos saguão do prédio sede e nos dois anexos da capital paulista. Assim como em anos anteriores, a página institucional, a rede interna e as redes sociais da Corte adotaram símbolos na cor azul para ressaltar a importância do assunto.

A prevenção é importante porque a enfermidade não possui sintomas em seu estágio inicial. Segundo o Inca, aproximadamente um quarto dos pacientes diagnosticados nos últimos anos morreram e cerca de 20% dos casos foram descobertos já em fase avançada, o que dificulta o tratamento.

Já em etapas mais avançadas, o câncer de próstata pode causar sintomas como dificuldade de urinar, frequência urinária alterada e diminuição do jato. Pacientes com histórico familiar da doença também devem avisar seus médicos e seguir eventuais recomendações.

. Rotina

Especialistas afirmam que exames rotineiros são a melhor forma de combater o problema. Por isso, homenscom mais de 50 anos devem realizar teste de sangue específico (PSA) e também o chamado exame de toque.

A campanha ‘Novembro Azul’ começou em 2003, na Austrália, com o movimento chamado ‘Movember’ - quando homens adotaram o uso do bigode para demonstrar conscientização sobre a doença. O mês foi escolhido em referência ao dia 17 de novembro, data oficialmente definida para o combate ao câncer de próstata.