TCESP apoia campanha de combate ao câncer de mama

web_rosa_0.png

02/10/17 – SÃO PAULO – O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo aderiu ao movimento mundial ‘Outubro Rosa’, que visa que visa chamar atenção, diretamente, para a realidade atual do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce.

Esta é a segunda vez que o Tribunal disponibilizará material institucional sobre o assunto em seus canais de comunicação na capital e nas 20 Unidades Regionais da Corte no interior paulista.

Os três telões de ‘videowall’ que integram a programação da TVTCE - na sede e nos dois anexos da capital - serão veiculadas mensagens, vídeos e links sobre o tema, que também estarão no portal institucional na Internet e no Portal do Servidor, a rede interna de comunicação dos servidores.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer ‘José Alencar Gomes da Silva’ (INCA), o câncer de mama responde por cerca de 28% dos casos novos da doença a cada ano, com incidência crescente em mulheres com mais de 50 anos. Apesar de raro, o câncer de mama também acomete homens, representando apenas 1% do total de casos da doença.


. Histórico

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e/ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.

A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade.

Em 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi nos Estados Unidos, começaram efetivamente a comemorar e fomentar ações voltadas a prevenção do câncer de mama, denominando como Outubro Rosa. Todas as ações eram e são até hoje direcionadas a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce.

Para sensibilizar a população inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes (de câncer de mama), partidas de boliche e etc.

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes e teatros surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar à iluminação já existente.

Mais informações podem ser obtidas no site www.outubrorosa.org.br.