Tribunal nomeia aprovados no concurso de Auxiliar Técnico da Fiscalização

webdoor_tce_0.png

06/06/2018 – SÃO PAULO – Vinte e quatro aprovados no concurso público de Auxiliar Técnico da Fiscalização do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) foram nomeados pelo Presidente Renato Martins Costa. A relação com os nomes dos convocados para exercerem o cargo na Corte de Contas paulista foi publicada ontem (5/6), no Caderno Legislativo do Diário Oficial do Estado.

De acordo com o edital de abertura do certame, disponível no link https://goo.gl/DQfu8D, o prazo para posse dos candidatos nomeados é de 30 (trinta) dias contados da publicação da nomeação no Diário Oficial do Estado. Aqueles que, por qualquer motivo, não tomarem posse dentro do prazo estabelecido terão o ato de nomeação tornado sem efeito.

Os nomeados deverão ainda se submeter à perícia no Departamento de Perícias Médicas do Estado de São Paulo (DPME). A lista dos exames que poderão ser solicitados e que devem ser providenciados pelos convocados para exercerem o cargo também consta no edital de abertura do concurso.

. Capital e interior

Realizado em 6 de dezembro de 2015, o concurso de Auxiliar Técnico da Fiscalização destinou-se ao provimento de 125 cargos vagos para lotação na Capital e em 10 cidades do interior do Estado, bem como das vagas que ocorressem durante o prazo de validade do certame, estabelecido em dois anos a contar da data da publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do Tribunal de Contas.

O concurso contou com 84.334 inscritos e gerou uma concorrência média de 674 candidatos por vaga, tendo a maior parte dos aspirantes (72.796) postulado uma vaga para lotação na Capital. A prova objetiva foi composta por 30 questões de conhecimentos gerais e 40 perguntas de conhecimentos específicos.

A carreira de Auxiliar Técnico da Fiscalização do TCE exige diploma ou certificado de conclusão de Ensino Médio, concedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). As principais atribuições do cargo são executar atividades rotineiras e burocráticas, além de realizar acompanhamento e controle de documentos e outras atividades correlatas que requeiram conhecimentos específicos da área de atuação do Tribunal de Contas.