Destaque, Notícia

Em palestra para fiscais, Conselheiro Beraldo destaca participação dos agentes na modernização do TCESP

12/02/2019 – SÃO PAULO –O Conselheiro Sidney Beraldo afirmou ontem, durante palestra na 23ª edição do Ciclo Anual de Aperfeiçoamento do Pessoal da Fiscalização (CAAPEFIS), na Capital, que o envolvimento dos agentes do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) no processo de modernização da Corte tem sido fundamental para o sucesso da iniciativa.

“A participação de quem desenvolve as ações é essencial para que as mudanças e os avanços que estamos implementando aconteçam”, declarou. Vivemos um período em que a população quer mais dos gestores, quer ver os resultados dos gastos e a efetividade das políticas. “Por isso, nunca precisamos tanto de um órgão público como o nosso, alinhado com a sociedade, quanto agora. E nós nos antecimpamos a tudo isso”, completou ele.

Em sua exposição, o Conselheiro falou ainda sobre a relação entre o Tribunal de Contas, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e os indicadores desenvolvidos pela Corte para medir a eficiência das administrações _o Índice de Efetividade da Gestão Municipal  (IEG-M) e o Índice de Efetividade da Gestão Estadual (IEG-E).

“Ajudar os municípios a melhorar sua classificação nos quesitos do IEG-M é uma forma efetiva de implantar a Agenda 2030 no Estado e de melhorar a vida da população”, explicou ele, referindo-se à conexão entre os indicadores do TCESP e as metas definidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o desenvolvimento econômico, social e ambiental do planeta.

“Uma instituição como a nossa tem a responsabilidade de mudar paradigmas, levando em conta os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. E o IEG-M e o IEG-E demonstram que existe uma aderência muito grande entre o que fazemos e os ODS”, destacou Beraldo.

. Concurso

No encontro, o Conselheiro também lançou o novo concurso de fotografias do Observatório do Futuro _núcleo criado pelo TCESP para medir o avanço dos ODS no Estado e que tem o PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) como parceiro. O tema escolhido para a disputa este ano foi resíduos sólidos.

Com a iniciativa, o Tribunal pretende sensibilizar os servidores para assuntos relacionados aos ODS 6 (Água Limpa e Saneamento), 11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis) e 12 (Consumo Responsável). Os interessados devem se inscrever no Portal do Servidor e enviar suas fotos e documentos até o dia 31 de julho.

Essa é a segunda edição do concurso promovido pelo Observatório. Em 2018, a disputa teve a educação como tema. Assim como ocorreu no ano passado, os três primeiros colocados serão homenageados em sessão solene.